HOMES E CONTATOS
 ATUALIZAÇÕES DO SITE
M E U S  A R T I G O S
MINHAS ATIVIDADES
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
 A U F A T I
CINEMA/TEATRO/VÍDEO
CONTRIB.,ARTIGOS,REPORT.
DIA INTERN. IDOSO
EDUCAÇÃO a DISTÂNCIA
EMPREGOS - OFERTAS
EMPREGOS PARA 3ª IDADE
ENVELHECIMENTO
EVENTOS,CURSOS,CONGRES.
F A M A
FARMÁCIAS ALTO CUSTO-Ends.
GOVERNO E COMUNIDADE
LEIS e PUBLICAÇÕES
L I V R O S
MÉDICOS E CLÍNICAS
M E N S A G E N S
MINIST. DA SAÚDE e SITES
OFTALMOLOGISTA
ODONTOGERIATRIA:O QUE É?
ODONTOGERIATRIA
P E S Q U I S A
PORTAL DO CONSUMIDOR
R E C E I T A S
REMÉDIOS GRATUITOS
SAÚDE E ATIVIDADE FÍSICA
21 de setembro...
Água e Envelhecimento
Alergia tem cura sim
Alterar hábito após 60...
Analgésicos fatais
Antidepressivo não normal...
ANVISA alerta sobre...
ANVISA proibe
ANVISA suspende remédio
Artrite e o chá verde
Asma, Bronquite e Rinite
AVC uma doença desconhecida
Boa postura evita dor ...
Bulas de remédio
Cancer de mama...
Cartilha Direito à Saúde
Comer demais causa doença
Como ultrapassar 100 anos
Criança muito iodo
Dengue cresce 45%
Dicas
Dieta x Cérebro
Doença de Parkinson
Doses DMAE e efeito inverso
ENXAQUECA TEM CURA
Genérico x Similar
Hidrovitalis-A terapêutica...
Incontinência Urinária
Menopausa
OMS ALERTA...
Ortomolecular e Rep.Hormonal
Perigo automedicação
Portador de obsessão tem...
Reações alérgicas afetam SN e comp.
Refrigerante e Saúde bucal...
Retenção de líquidos....
Sal aumenta a pressão...
Sardinha é o peixe
Saúde e Direito Humano
Sem tempo ou $ para malhar?
Suspensões:medicamentos...
Terapia do abraço
Trabalhar sentado também...
Transgênicos
Tratamento Oncológico GRÁTIS
Trombose Venosa Profunda
Vacinação Gripe 2009
SEU CURRICULO
S I T E S
SOC. BRAS. ASMÁTICO
UTILIDADE PÚBLICA
A R Q U I V O
LIVROS DE VISITAS/FORUM
   
 


Notícias


Alterar hábitos alimentares após os 60 anos pode prevenir doenças
24/7/2007


Anemia, hipertensão, prisão de ventre, osteoporose, diabetes, doenças cardiovasculares. Esses são apenas alguns dos problemas de saúde que podem ser prevenidos e melhorados com o auxílio de uma boa alimentação. Quem já passou dos 60 e até agora não se preocupou com isso pode aproveitar este momento para começar.

"Conforme envelhecemos, ocorre perda da massa muscular, o metabolismo diminui e há mais facilidade para acumular gordura. Quem come mal fica com tendência a ter mais gordura abdominal.

Corrigir a alimentação, mesmo que seja na terceira idade, ajuda muito", diz a nutricionista Maura Corá Gomes, membro do Genuti (Grupo de Estudos de Nutrição na Terceira Idade). Segundo a especialista, é preciso driblar um problema que afeta muitos idosos, principalmente os que moram sozinhos: o desinteresse pela alimentação. "Muitos acabam ficando no café com leite e pão com manteiga em vez de fazer uma refeição mais rica", alerta.

Mesmo quem já se alimenta de forma saudável deve ficar atento à ingestão de cálcio. Devido à maior perda de massa óssea, principalmente em mulheres que passaram pela menopausa, as quantidades recomendadas para quem tem mais de 50 anos aumentam de 1 g para 1,2 g por dia --o equivalente a quatro copos e meio de leite (ou de iogurte, ou uma fatia de queijo).

Comer alimentos ricos em ferro, como carne vermelha, também é importante: nos idosos, diminui a produção pelo estômago de uma substância chamada fator intrínseco, o que reduz a absorção desse micronutriente. Fora isso, as recomendações não mudam muito em relação às de outras faixas etárias: manter uma dieta rica em frutas, verduras e legumes e pobre em frituras e doces, fazer várias refeições mais leves por dia e beber bastante água são algumas orientações.

Na prática, pode não ser fácil, principalmente para quem já está acostumado a um tipo de alimentação por muitos anos. A dica, então, é fazer as mudanças aos poucos.

"Principalmente nessa idade, a dieta não pode ser muito restritiva. É importante mudar gradativamente e indicar substituições em vez de retiradas radicais. Se a pessoa toma leite, indicamos o leite desnatado. Quem come muita manteiga pode trocá-la por margarina sem gordura trans", afirma Celso Cukier, nutrólogo do hospital São Luiz e autor do livro "Nutrição na Terceira Idade" (ed. Sarvier). Para ele, é preciso ajustar a dieta ao estilo de vida, e não o contrário.

Os especialistas lembram que, na maturidade, é preciso levar em conta certos fatores que afetam a escolha alimentar. Muitas medicações, por exemplo, podem interferir na salivação, diminuir o apetite ou alterar o gosto dos alimentos. Alterações de mastigação e deglutição também são comuns.

Fonte: Folha OnlineNossas notícias são retiradas na íntegra dos sites de nossos parceiros. Por esse motivo, não podemos alterar o conteúdo das mesmas até em casos de erros de digitação

http://www.portaldoconsumidor.gov.br/noticia.asp?busca=sim&id=8348