HOMES E CONTATOS
 ATUALIZAÇÕES DO SITE
M E U S  A R T I G O S
MINHAS ATIVIDADES
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
 A U F A T I
CINEMA/TEATRO/VÍDEO
CONTRIB.,ARTIGOS,REPORT.
DIA INTERN. IDOSO
EDUCAÇÃO a DISTÂNCIA
EMPREGOS - OFERTAS
EMPREGOS PARA 3ª IDADE
ENVELHECIMENTO
EVENTOS,CURSOS,CONGRES.
F A M A
FARMÁCIAS ALTO CUSTO-Ends.
GOVERNO E COMUNIDADE
LEIS e PUBLICAÇÕES
L I V R O S
MÉDICOS E CLÍNICAS
M E N S A G E N S
MINIST. DA SAÚDE e SITES
OFTALMOLOGISTA
ODONTOGERIATRIA:O QUE É?
ODONTOGERIATRIA
P E S Q U I S A
PORTAL DO CONSUMIDOR
R E C E I T A S
REMÉDIOS GRATUITOS
SAÚDE E ATIVIDADE FÍSICA
21 de setembro...
Água e Envelhecimento
Alergia tem cura sim
Alterar hábito após 60...
Analgésicos fatais
Antidepressivo não normal...
ANVISA alerta sobre...
ANVISA proibe
ANVISA suspende remédio
Artrite e o chá verde
Asma, Bronquite e Rinite
AVC uma doença desconhecida
Boa postura evita dor ...
Bulas de remédio
Cancer de mama...
Cartilha Direito à Saúde
Comer demais causa doença
Como ultrapassar 100 anos
Criança muito iodo
Dengue cresce 45%
Dicas
Dieta x Cérebro
Doença de Parkinson
Doses DMAE e efeito inverso
ENXAQUECA TEM CURA
Genérico x Similar
Hidrovitalis-A terapêutica...
Incontinência Urinária
Menopausa
OMS ALERTA...
Ortomolecular e Rep.Hormonal
Perigo automedicação
Portador de obsessão tem...
Reações alérgicas afetam SN e comp.
Refrigerante e Saúde bucal...
Retenção de líquidos....
Sal aumenta a pressão...
Sardinha é o peixe
Saúde e Direito Humano
Sem tempo ou $ para malhar?
Suspensões:medicamentos...
Terapia do abraço
Trabalhar sentado também...
Transgênicos
Tratamento Oncológico GRÁTIS
Trombose Venosa Profunda
Vacinação Gripe 2009
SEU CURRICULO
S I T E S
SOC. BRAS. ASMÁTICO
UTILIDADE PÚBLICA
A R Q U I V O
LIVROS DE VISITAS/FORUM
   
 


OS CUIDADOS NA PREVENÇÃO DA TROMBOSE VENOSA PROFUNDA

 

Você já ouviu falar em trombose venosa profunda, mais conhecida como trombose ou T.V.P.? Pois esta é uma patologia mais comum do que muitas pessoas imaginam e pode acometer indivíduos de qualquer idade.

Ela se manifesta quando um trombo (coágulo) obstrui de modo total ou parcial veias profundas, principalmente das coxas e pernas.

Os seus sintomas variam desde dores, edemas (inchaços), calor, rubor (vermelhidão), empastamento (rigidez muscular) até fraqueza muscular na região afetada. Em alguns casos, porém, não há nenhum sintoma.

Prevenir a T.V.P. é muito importante porque ela é a principal causa de embolia pulmonar, situação que pode ser fatal. Pode causar também acidentes vasculares encefálicos, mais conhecidos como “derrame”.  

 

QUAIS SÃO OS FATORES DE RISCO PARA A T.V.P?

1)               estase venosa, ou seja, diminuição da velocidade de circulação do sangue, mais comum em pessoas acamadas ou sentadas por muito tempo – por exemplo, em viagens longas, trabalhos em escritório, etc) ou em pessoas que permanecem em pé por longos períodos;

2)                grandes lesões do vaso, as quais são comuns em cirurgias de grande porte (por exemplo, as ortopédicas), em traumas, infecções, medicações endovenosas...

3)               hipercoagulabilidade do sangue (coagulação muito fácil ou rápida), a qual pode ocorrer quando há presença de doenças sangüíneas, tumores e quimioterapia, na gravidez, diabetes e no uso de anticoncepcionais orais. Atenção mulheres! Pílulas anticoncepcionais e cigarros definitivamente não combinam. O anticoncepcional oral deixa o sangue mais viscoso, mais pegajoso; já o cigarro, tende a obstruir a parede dos vasos, aumentando muito o risco de trombose.

 

E O QUE FAZER PARA EVITAR A T.V.P?

para evitar a estase venosa, não permaneça muito tempo na mesma posição, movimente-se pelo menos a cada 2 horas, dando atenção especial à região da panturrilha. O simples fato de fazer caminhadas regulares já ajuda a prevenir, mas se você não tem tempo de realizá-las, o exercício chamado “bomba de tornozelo” ativa circulação nessa região, e consiste em movimentar os pés para cima e para baixo como se estivesse acelerando e desacelerando um carro. Você pode realizá-lo sentada, deitada ou em pé.

→ evite usar roupas apertadas ou cruzar as pernas durante viagens longas (dificulta a circulação); Durante as paradas na viagem, procure andar e movimentar os pés.

→ Fumantes com mais de 35 anos não devem usar pílulas ou então devem abandonar o cigarro definitivamente! As pílulas novas têm menos hormônios, mas também trazem riscos.

→ O uso de meias elásticas compressivas ajudam o retorno venoso diminuindo a sensação de peso e de cansaço nas pernas. Atualmente são discretas e facilmente encontradas em farmácias e lojas de materiais médicos.

→ mulheres com tendência a terem varizes devem redobrar o cuidado durante a gravidez, pois nesse período e nas 5 semanas pós-parto, por fatores hormonais, os riscos de desenvolvimento da T.V.P aumentam consideravelmente.

→ após um dia em que você teve que permanecer muito tempo em pé ou sentada, deite e posicione as suas pernas sobre uma pilha de almofadas. Esse costume simples ajudará o retorno venoso, prevenindo também o aparecimento de varizes.

→ a obesidade também é um fator de risco. Portanto, está aí mais um motivo para controlar o peso e ter uma alimentação saudável.

→ O "paciente de risco tromboembólico" pode necessitar da prescrição de medicamento anticoagulante (à base de heparina), o qual deverá ser controlado periodicamente mediante a solicitação de exames laboratoriais.

Essas são algumas dicas para evitar a T.V.P. Se você sentiu alguns dos sintomas acima citados, é importante procurar um serviço médico para auxiliá-la.

 

Mariane S. de Andrade Machado – Fisioterapeuta atuante nas áreas de Neurologia, Postura e Equilíbrio.

email: marianeandrade@uol.com.br

 cel: (11) 8494-3731

Texto publicado no site http://www.mulhersaudavel.com.br/