HOMES E CONTATOS
 ATUALIZAÇÕES DO SITE
M E U S  A R T I G O S
MINHAS ATIVIDADES
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
 A U F A T I
CINEMA/TEATRO/VÍDEO
CONTRIB.,ARTIGOS,REPORT.
DIA INTERN. IDOSO
EDUCAÇÃO a DISTÂNCIA
EMPREGOS - OFERTAS
EMPREGOS PARA 3ª IDADE
ENVELHECIMENTO
EVENTOS,CURSOS,CONGRES.
F A M A
FARMÁCIAS ALTO CUSTO-Ends.
GOVERNO E COMUNIDADE
LEIS e PUBLICAÇÕES
L I V R O S
MÉDICOS E CLÍNICAS
M E N S A G E N S
MINIST. DA SAÚDE e SITES
OFTALMOLOGISTA
ODONTOGERIATRIA:O QUE É?
ODONTOGERIATRIA
P E S Q U I S A
Cigarro vício começa na...
Crianças:altas taxas obesidade...
Mulheres são maioria
Pesquisa:71% idosos são...
Pesquisa indica:49% idosos...
PORTAL DO CONSUMIDOR
R E C E I T A S
REMÉDIOS GRATUITOS
SAÚDE E ATIVIDADE FÍSICA
SEU CURRICULO
S I T E S
SOC. BRAS. ASMÁTICO
UTILIDADE PÚBLICA
A R Q U I V O
LIVROS DE VISITAS/FORUM
   
 


Notícias


Pesquisa revela que vício do cigarro começa na infância
27/8/2007


SÃO PAULO - Metade dos fumantes paulistas começou o vício entre 6 e 14 anos de idade, conforme revela pesquisa da Secretaria de Estado da Saúde, por intermédio do Centro de Referência em Álcool Tabaco e Outras Drogas (Cratod). Foram ouvidas cerca de 500 pessoas atendidas na unidade estadual entre fevereiro de 2006 e fevereiro de 2007.



Na infância, o começo do vício aconteceu entre os 6 e os 11 anos para 13,46% dos fumantes. Outros 36,54% começaram a fumar entre os 12 e os 14 anos, faixa etária onde a iniciação ao consumo do cigarro é maior dentre todas as analisadas. Para 28,85% dos fumantes, o cigarro passou a fazer parte da rotina entre os 15 e os 20 anos de idade.



- Os jovens são mais suscetíveis ao fumo, não sentem os efeitos de imediato. Quase 80% das pessoas começam a fumar antes dos 20 anos. Por isso é importante informá-los quanto aos riscos e os males que o hábito de fumar traz no futuro - afirmou Luizemir Lago, diretora do Cratod.



Prova de que os jovens são mais suscetíveis aos apelos do tabaco está no fato de que, segundo a pesquisa, apenas 7,69% das pessoas começam a fumar depois dos 25 anos, apenas 1,92% depois dos 30 anos. Além disso, o exemplo familiar é fator preponderante no estímulo ao fumo. Do total de pessoas pesquisadas pelo Cratod, 67% têm um fumante na família.



As mulheres querem parar de fumar mais do que os homens. Das 500 pessoas atendidas no Cratod entre fevereiro de 2006 e fevereiro de 2007, 57% foram mulheres e 43%, homens. Elas alegam que a rejeição dos homens, redução da fertilidade, riscos de doenças cardiovasculares e câncer de pulmão estão entre os principais motivos para abandonar o vício.



Nesta segunda-feira o governo de São Paulo vai lançar um selo para premiar estabelecimentos (lojas, indústrias, restaurantes, empresas e bares, dentre outros) que eliminarem totalmente o cigarro de seus ambientes. A adesão ao Programa de Promoção de Ambientes Livres de Tabaco será voluntária.

Fonte: Extra Online

Nossas notícias são retiradas na íntegra dos sites de nossos parceiros. Por esse motivo, não podemos alterar o conteúdo das mesmas até em casos de erros de digitação.
http://www.portaldoconsumidor.gov.br/noticia.asp?busca=sim&id=8605