HOMES E CONTATOS
 ATUALIZAÇÕES DO SITE
M E U S  A R T I G O S
MINHAS ATIVIDADES
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
 A U F A T I
CINEMA/TEATRO/VÍDEO
CONTRIB.,ARTIGOS,REPORT.
DIA INTERN. IDOSO
EDUCAÇÃO a DISTÂNCIA
EMPREGOS - OFERTAS
EMPREGOS PARA 3ª IDADE
ENVELHECIMENTO
EVENTOS,CURSOS,CONGRES.
F A M A
FARMÁCIAS ALTO CUSTO-Ends.
GOVERNO E COMUNIDADE
LEIS e PUBLICAÇÕES
L I V R O S
MÉDICOS E CLÍNICAS
M E N S A G E N S
MINIST. DA SAÚDE e SITES
OFTALMOLOGISTA
Catarata
Catarata menos acidentes
Cegueira súbita
Conjuntivite Infantil
Conjuntivite
Degeneração Macular
Descolamento de retina
Glaucoma
Lentes de Contato
O Computador e a Visão
Óculos de Sol e Proteção
Oftalmopediatria
Olho Seco e Lágrima
Para dirigir bem à noite
Queimaduras oculares
Retinopatia Diabética
Uso do computador e visão
Visão bebês prematuros
ODONTOGERIATRIA:O QUE É?
ODONTOGERIATRIA
P E S Q U I S A
PORTAL DO CONSUMIDOR
R E C E I T A S
REMÉDIOS GRATUITOS
SAÚDE E ATIVIDADE FÍSICA
SEU CURRICULO
S I T E S
SOC. BRAS. ASMÁTICO
UTILIDADE PÚBLICA
A R Q U I V O
LIVROS DE VISITAS/FORUM
   
 


As notícias sobre os buracos na camada de ozônio e o superaquecimento do planeta estão sempre nos alertando para os danos que o sol pode provocar - a curto, médio e longo prazo - na pele sem proteção adequada. Mas, será que apenas a pele é a grande prejudicada quando exposta aos raios solares sem os necessários cuidados? Com certeza, não! OS olhos podem sofrer sérias lesões quando em contato com os raios ultravioletas sem a devida proteção.

Os raios ultravioletas do tipo A, abundantes em nosso meio pela facilidade com que atravessa a córnea, são aqueles que apresentam maiores riscos de agressão à retina. Embora a maior parte destes raios seja filtrado pelo cristalino, é importante saber como as irradiações ultravioleta são transmitidas para a retina, pode - sim -  haver prejuizo do cristalino.

Pessoas que passam grande parte do tempo em ambientes com alta intensidade de raios ultravioleta; pessoas que trabalham ou exercem atividades recreativas ao ar livre; pessoas que se expõem à iluminação fluorescente por mais de 40 horas semanais; pacientes submetidos a cirurgia oculares como catarata e procedimento de correção, necessitam de proteção constante contra os raios ultravioleta.

Resultados de estudos recentes comprovearam uma correlação entre certos tipos de doenças oculares e a exposição solar constante e sem proteção, alertando para os sérios danos oculares causados pelos raios ultravioleta: o comprometimento da visão pode decorrer não somente de uma exposição crônica ao sol, mas também dos efeitos acumulativos de uma exposição "normal" aos raios IV sem a proteção adequada.

Entre as complicaçãoes associadas à exposição desprotegida dos olhos aos raios solares estão a fotoceratite (inflamação da córnea); o pterígio (espessamento do tecido da conjuntiva, que pode invadir a córnea); a catarata (opacificação do cristalino); a degeneração macular (lesão da região central da retina - ou mácula); e até, em casos mais graves, a ulceração da córnea.

É importante lembrar que os óculos de sol somente são eficazes quando as lentes tiverem tratamento anti-ultravioleta. Esse tratamento químico especial aplicado nas lentes tem a capacidade de absorver os raios ultravioleta, filtrando sua passagem pelo olho. Uma vez absorvidos, eles são neutralizados e convertidos em energia, transferida então para o ambiente a partir da superfície externa das lentes.

Converse com seu médico oftalmologista a respeito: ele é o profissional indicado para esclarecer todas as suas dúvidas, prescrevendo a sua necessidade de proteção ocular em função da cor de seus olhos e da exposição diária aos raios solares a que você está exposto(a).

JAMAIS ADQUIRA ÓCULOS DE SOL VENDIDOS EM CAMELÔS E DE PROCEDÊNCIA DUVIDOSA. CUIDE BEM DE SEUS OLHOS!

IMO - Instituto de Moléstias Oculares.