HOMES E CONTATOS
 ATUALIZAÇÕES DO SITE
M E U S  A R T I G O S
A arte de envelhecer
A Mídia e o Idoso
A situação do idoso fragilizado no Brasil
Aposentadoria:Sonho ou..
Cabe também ao Idoso
Carta ao pres. Lula
Crédito para aposent. e pensionista
Cultura,Memória e Valorização
Dieta dos Relacionamentos
Envelhecer é um presente...
Envelhecer na Cidade de SP
Fac. para Terceira Idade
Gerontologo
Idoso + Conhecimento....
Nosso Jornal
O papel do Coordenador Grupo
O poder do nome
Por que existe a imagem...
Por que os avós estragam...
Qual o papel do Coord. FATI
Quem é velho?
Referendo:adiantará alguma ...
Reflexôes sobre Envelhecimento
Ser jovem é saber....
MINHAS ATIVIDADES
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
 A U F A T I
CINEMA/TEATRO/VÍDEO
CONTRIB.,ARTIGOS,REPORT.
DIA INTERN. IDOSO
EDUCAÇÃO a DISTÂNCIA
EMPREGOS - OFERTAS
EMPREGOS PARA 3ª IDADE
ENVELHECIMENTO
EVENTOS,CURSOS,CONGRES.
F A M A
FARMÁCIAS ALTO CUSTO-Ends.
GOVERNO E COMUNIDADE
LEIS e PUBLICAÇÕES
L I V R O S
MÉDICOS E CLÍNICAS
M E N S A G E N S
MINIST. DA SAÚDE e SITES
OFTALMOLOGISTA
ODONTOGERIATRIA:O QUE É?
ODONTOGERIATRIA
P E S Q U I S A
PORTAL DO CONSUMIDOR
R E C E I T A S
REMÉDIOS GRATUITOS
SAÚDE E ATIVIDADE FÍSICA
SEU CURRICULO
S I T E S
SOC. BRAS. ASMÁTICO
UTILIDADE PÚBLICA
A R Q U I V O
LIVROS DE VISITAS/FORUM
   
 


O idoso sob um novo olhar

Tomando o envelhecimento como um processo natural e a velhice como uma categoria construída e socialmente pela modernidade ocidental, verificamos que está havendo uma transformação nesse processo e estágio da velhice.

O direito de ter uma vida prolongada, retardando o envelhecimento biológico tornou-se um problema social reconhecido e legitimidade

Mas ainda prevalece a visão tradicional do idoso como alguém inútil, isolado, em declínio biológico e mental, marcado por um tempo linear com problemas de saúde e na maioria das vezes, dependente física e economicamente de alguém.

É imperativo que se faça a desconstrução desse idoso estigmatizado. Esse estigma encarcera o idoso, calando e excluindo-o do convívio social e profissional.

O novo paradigma do idoso é complexo e tem uma abordagem multidisciplinar.

Edgar Morin, filósofo contemporâneo, nos auxilia na busca desse novo paradigma, quando nos incita a repensar sobre o desenvolvimento humano. Suas reflexões questionam as formas e o conteúdo da sobrevivência humana, e apontam para a necessidade de mudarmos do paradigma do desenvolvimento econômico para a criação da política do homem. É a “busca da humanização” , termo usado por Edgar Morin. E, para reverter este quadro é necessário uma reforma do pensamento.

Deixar de ver o mundo como fomos condicionados a vê-lo, agir diferente, procurando causar uma transformação profunda nas relações humanas: mais respeito, ética e solidariedade.

Assim, urge a REFORMA DO PENSAMENTO em relação a velhice.

Como diz Joel Birman, estudioso do envelhecimento “se esboça a possibilidade de reconhecimento da velhice como sujeito psíquico existente e como agente social” (1993,38).

 

O NOVO OLHAR sobre o idoso como um NOVO SUJEITO, que não é um velho acomodado, mas com sonhos, desejos, esperanças e com novas necessidades psicológicas, sociais, éticas e políticas.

 

É um novo olhar do próprio idoso como sujeito: agindo, falando dele mesmo. Um idoso que vive a sua temporalidade “Kairós” , como afirma o educador Joel Martins, significando que o idoso é o sujeito do tempo, um tempo que ele habita, isto é, que vive o seu presente, sente-o enquanto está vivendo, em direção a um futuro, preservando suas experiências vividas.

É com este olhar diferenciador, que eu, gerontóloga, posiciono-me e questiono uma EDUCAÇÃO PARA O PROCESSO DE ENVELHECIMENTO, após uma síntese de nossas pesquisas nessa área, procurando levar ao público o pensamento e a fala do idoso, ou seja, gerontólogos como intérpretes do sujeito idoso.

Entendo Que Não Cabe Só Ao Estado Dar As Soluções Nas Questões Relativas Ao Envelhecimento E Velhice. Acredito Que Se Trabalharmos A Mudança De Pensamento Dentro De Cada Lar, Nas Escolas,Daqui Alguns Anos, Conseguiremos Mudar As Visões E Situações Após A Vivência Da Fase Adulta.

A Partir Da Mudança De Pensamento ,Tenho Certeza Que A Velhice Começará A Ser Vista De Forma Diferente, Terá Outra Conotação. As Colocações Que Implicam Em Novas Concepções

O Desenvolvimento Humano Não Deveria Ser Dividido Ou Visto Por Fases Ou Etapas, Mas Sim Como Próprio E Contínuo Do Indivíduo,Como Um Processo.

Entendo Que Essas Colocações Feitas Que Implicam Em Novas Concepções Sobre A Velhice E O Processo De Envelhecimento Devam Ser Amplamente Divulgadas.

É Fundamental Que Seja Feito A Ampliação Do Currículo, Que Se Pense E Se Proponha Uma Reforma Na Alteração Curricular, Onde Seja Incluído Questões Relativas Ao Envelhecimento.É Necessário Que Se Pense E Se Proponha Uma Reforma Urgente,Pois Conforme Dados Estatísticos, O País Está Envelhecendo Rapidamente.

É Dessa Forma, Pela Mudança De Concepções Tradicionais Sobre A Velhice E Elas Sendo Produzidas, Pesquisadas E Divulgadas Nas Escolas Que Entendo A Importância Da Área Da Educação.

autorizado utilização desde que citado a fonte e autora