HOMES E CONTATOS
 ATUALIZAÇÕES DO SITE
M E U S  A R T I G O S
A arte de envelhecer
A Mídia e o Idoso
A situação do idoso fragilizado no Brasil
Aposentadoria:Sonho ou..
Cabe também ao Idoso
Carta ao pres. Lula
Crédito para aposent. e pensionista
Cultura,Memória e Valorização
Dieta dos Relacionamentos
Envelhecer é um presente...
Envelhecer na Cidade de SP
Fac. para Terceira Idade
Gerontologo
Idoso + Conhecimento....
Nosso Jornal
O papel do Coordenador Grupo
O poder do nome
Por que existe a imagem...
Por que os avós estragam...
Qual o papel do Coord. FATI
Quem é velho?
Referendo:adiantará alguma ...
Reflexôes sobre Envelhecimento
Ser jovem é saber....
MINHAS ATIVIDADES
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
 A U F A T I
CINEMA/TEATRO/VÍDEO
CONTRIB.,ARTIGOS,REPORT.
DIA INTERN. IDOSO
EDUCAÇÃO a DISTÂNCIA
EMPREGOS - OFERTAS
EMPREGOS PARA 3ª IDADE
ENVELHECIMENTO
EVENTOS,CURSOS,CONGRES.
F A M A
FARMÁCIAS ALTO CUSTO-Ends.
GOVERNO E COMUNIDADE
LEIS e PUBLICAÇÕES
L I V R O S
MÉDICOS E CLÍNICAS
M E N S A G E N S
MINIST. DA SAÚDE e SITES
OFTALMOLOGISTA
ODONTOGERIATRIA:O QUE É?
ODONTOGERIATRIA
P E S Q U I S A
PORTAL DO CONSUMIDOR
R E C E I T A S
REMÉDIOS GRATUITOS
SAÚDE E ATIVIDADE FÍSICA
SEU CURRICULO
S I T E S
SOC. BRAS. ASMÁTICO
UTILIDADE PÚBLICA
A R Q U I V O
LIVROS DE VISITAS/FORUM
   
 



Por Cristina Fogaça

Como gerontóloga (especialista em envelhecimento) e preocupada com o Referendo do desarmamento do dia 23 de outubro, resolvi fazer uma pesquisa com os alunos da Faculdade Aberta para a Terceira Idade Costa Braga.A pesquisa foi realizada na primeira quinzena do mês de outubro e alcançou 71 alunos com idades entre 50 e 88 anos, que freqüentam as aulas de direito oferecidas pela faculdade.Os pesquisados responderam a seguinte pergunta: VOCÊ É A FAVOR OU CONTRA O DESARMAMENTO? SIM, NÃO E JUSTIFIQUE.O resultado foi: 64% NÃO, 28% SIM e 8% ainda estão indecisos.Por ser uma pesquisa aberta, tivemos justificativas diferentes. Estas são algumas para a resposta vencedora NÃO. "A proibição não é a solução e não vai adiantar, pois proíbe a aquisição legal de armas de fogo e munição e não a ilegal". "É necessário uma ação mais séria do governo para controlar a violência. Desarmar a população é permitir que os bandidos fiquem cada dia mais fortes e assim, a população mais insegura". "Um povo desarmado é povo escravo". "É preciso ter o direito de se defender, já que o os órgãos públicos não cuidam da população". "Não quero abrir mão dos meus direitos hoje para não perder outros amanhã".Para a resposta SIM, as justificativas são: "É muito perigoso ter armas em casa". "Uma arma em casa pode causar acidentes graves". "Com o desarmamento pode-se diminuir a violência". "As armas de fogo não devem estar nas mãos do cidadão e muito menos na do ladrão".Os indecisos têm muitas dúvidas devido à falta de informação oferecida pelo governo na propagandas e a confusão gerada pela má formação da pergunta do referendo.Os idosos aproveitaram o espaço para expor opiniões do que acreditam estar por trás do referendo. "O Brasil está passando por um momento muito difícil na política. Parece que esse referendo veio para tirar a atenção da população de todas essas denúncias e CPIs. Também podemos pensar que o governo está com medo de sofrer um golpe militar e por isso quer desarmar a população".Analisando, tanto a pesquisa quanto as justificativas, percebo que o idoso não está fora da discussão, muito pelo contrário, analisa, tem opinião e é influenciador, pois já viveu e conviveu com as grandes mudanças do país.Você que é idoso e tem a oportunidade de votar, não deixe de comparecer a sua sessão eleitoral neste próximo domingo. Leve seu título de eleitor ou documento com foto e aproveite sua experiência para escolher a melhor opção para o país.CRISTINA FOGAÇA é pedagoga, mestre pela PUC-SP, especialista em gerontologia pela Universidade de Barcelona, além de escritora e diretora da Faculdade Aberta para a Terceira Idade Costa Braga.A GERONTÓLOGA CRISTINA FOGAÇA está à disposição da imprensa para entrevistas e esclarecimentos.

autorizado utilização desde que citado a fonte e autora