HOMES E CONTATOS
 ATUALIZAÇÕES DO SITE
M E U S  A R T I G O S
MINHAS ATIVIDADES
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
 A U F A T I
CINEMA/TEATRO/VÍDEO
CONTRIB.,ARTIGOS,REPORT.
DIA INTERN. IDOSO
EDUCAÇÃO a DISTÂNCIA
EMPREGOS - OFERTAS
EMPREGOS PARA 3ª IDADE
ENVELHECIMENTO
EVENTOS,CURSOS,CONGRES.
F A M A
FARMÁCIAS ALTO CUSTO-Ends.
GOVERNO E COMUNIDADE
LEIS e PUBLICAÇÕES
L I V R O S
MÉDICOS E CLÍNICAS
M E N S A G E N S
MINIST. DA SAÚDE e SITES
OFTALMOLOGISTA
ODONTOGERIATRIA:O QUE É?
ODONTOGERIATRIA
P E S Q U I S A
PORTAL DO CONSUMIDOR
Boletim Idec Plano Saúde
Carro:chip poderá cair preço...
Casa própria em 30 anos
Celulares:Planos mais econômicos
Cláusula Abuso Plano Saúde
Como avaliar se imóvel...
Como limpar seu nome...
Como reduzir valor conta...
Consumidor deve receber...
Consumidor tem direito...
Crédito Imobiliário:riscos
Débito indevido na conta
DETRANS serão obrigados...
Direito de se arrepender...
Embalagens de medicamentos
Esperança do consumidor
Financiamento...
Inadimplência:aprenda...
Inadimplente:você conhece..
INSS novas mudanças
IPVA
MARCA PRÓRPIA - Produtos
Novo Plano de Saúde
Operadoras não podem...
Pagar a prazo e compra impulso
Pagar pela Internet
Para que você não seja...
Planos de Saúde
Procon alerta...
Quase metade das cçs...
Querem revogar Cód. Def.Consumidor
Recall é direito do consumidor
Segurança:conheça os...
Serviço mal prestado
Tarifas bancárias:6 principais...
TV Digital...
R E C E I T A S
REMÉDIOS GRATUITOS
SAÚDE E ATIVIDADE FÍSICA
SEU CURRICULO
S I T E S
SOC. BRAS. ASMÁTICO
UTILIDADE PÚBLICA
A R Q U I V O
LIVROS DE VISITAS/FORUM
   
 


Notícias


Financiamento: analise prazos e parcelas para não sair perdendo
15/6/2007


SÃO PAULO - Mesmo com planejamento financeiro, muitas vezes acontece um imprevisto e a compra de determinado item se torna inevitável. Se você não tem dinheiro suficiente para arcar com o pagamento à vista e nem tempo hábil para poupar o suficiente até conseguir a quantia final, é preciso analisar com cautela as opções de financiamento.
Com prazos cada vez mais alongados e parcelas de menor valor, o comércio tem atraído os consumidores. No entanto, antes de fechar qualquer tipo de negócio, avalie as condições da compra.

Menores parcelas, prazos mais longos
Diante da decisão de comprar, observe seu orçamento e não se iluda com as parcelas mais baixas, que sempre vêm acompanhadas de prazos mais longos.

Suponhamos que, na hora de comprar uma geladeira, no valor à vista de R$ 1.000,00, o vendedor ofereça duas opções:

Financiamento em 12 meses, com taxa de 5% a.m. e parcelas mensais de R$ 112,83 Financiamento em 24 meses, com taxa de 5% a.m e parcelas mensais de R$ 72,47.
12 meses 24 meses
Valor financiado R$ 1.000,00 R$ 1.000,00
Juro mensal 5% 5%
Parcela mensal R$ 112,83 R$ 72,47
Gasto total R$ 1.353,90 R$ 1.739,30

Na ponta do lápis
À primeira vista, a diferença entre uma parcela e outra pode até ser tentadora (analisando-se apenas os gastos mensais); no entanto, levando em consideração o gasto total, conforme tabela acima, percebe-se que a economia mensal de pouco mais de R$ 40 pode gerar, no final do período, uma despesa extra de R$ 385,40.

A dica, neste caso, é avaliar com cuidado a oferta e questionar. Desde dezembro de 2006, os comerciantes são obrigados a informar, de forma clara, a taxa de juro cobrada no financiamento, bem como o valor de cada parcela e o valor final da compra financiada.

Desta forma, fica fácil avaliar o impacto desta compra em seu orçamento e, mesmo que a parcela mensal do financiamento em 12 meses seja uma pouco mais pesada, vale a pena se apertar um pouco no período, a gastar mais no final. Fonte: Infomoney Nossas notícias são retiradas na íntegra dos sites de nossos parceiros. Por esse motivo, não podemos alterar o conteúdo das mesmas até em casos de erros de digitação.