HOMES E CONTATOS
 ATUALIZAÇÕES DO SITE
M E U S  A R T I G O S
MINHAS ATIVIDADES
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
 A U F A T I
CINEMA/TEATRO/VÍDEO
CONTRIB.,ARTIGOS,REPORT.
DIA INTERN. IDOSO
EDUCAÇÃO a DISTÂNCIA
EMPREGOS - OFERTAS
EMPREGOS PARA 3ª IDADE
ENVELHECIMENTO
EVENTOS,CURSOS,CONGRES.
F A M A
FARMÁCIAS ALTO CUSTO-Ends.
GOVERNO E COMUNIDADE
Atenção:Conselho Advogado
Biblioteca Virtual...
CARTA AO PRESIDENTE
CONGRESSO EM FOCO
CONSELHO ESTADUAL IDOSO
Gases do efeito estufa...
Governo Eletrônico faz...
GRANDE CONS.MUNIC.IDOSO
Gravidez em adolescente
Idoso terá carteira viagem
INSS agiliza concessão...
Investiment energia nuclear
Número de idosos aumenta...
OMS:expectativa 75 anos
Política Estadual Idoso tem...
Prédios mais acessíveis
Previdência novas gerações
Programa para a juventude
Rede Intersetorial Saúde Idoso
Saúde da Família atende a...
RESPOSTA DO PRESIDENTE
Trabalho voluntário
Universidade Aberta...
LEIS e PUBLICAÇÕES
L I V R O S
MÉDICOS E CLÍNICAS
M E N S A G E N S
MINIST. DA SAÚDE e SITES
OFTALMOLOGISTA
ODONTOGERIATRIA:O QUE É?
ODONTOGERIATRIA
P E S Q U I S A
PORTAL DO CONSUMIDOR
R E C E I T A S
REMÉDIOS GRATUITOS
SAÚDE E ATIVIDADE FÍSICA
SEU CURRICULO
S I T E S
SOC. BRAS. ASMÁTICO
UTILIDADE PÚBLICA
A R Q U I V O
LIVROS DE VISITAS/FORUM
   
 



Editado pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República
Nº 897 - Brasília, 24 de Setembro de 2009


Gravidez em adolescentes cai 30% em dez anos
Menos adolescentes estão ficando grávidas no Brasil. É o que indicam números divulgados pelo Ministério da Saúde. Os dados mostram que a quantidade de partos realizados na rede pública de saúde em meninas com idade entre 10 e 19 anos caiu 30,6% nos últimos dez anos. O número de partos em 2008 foi de 485,64 mil, contra 699,72 mil em 1998 (ver tabela). No Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a redução ultrapassou os 35%. Uma das razões apontadas para a redução é o acesso às políticas de prevenção e orientação sobre saúde sexual.

Os postos de saúde no país distribuem, gratuitamente, métodos contraceptivos. A compra pelo Ministério da Saúde de preservativos masculinos, por exemplo, chegou a um bilhão em 2008, a maior já feita por um governo no mundo. Grande parte é distribuída em campanhas como as do carnaval, cujo foco são adolescentes e jovens. Antes do carnaval de 2009, foram entregues aos estados 19,5 milhões de preservativos.

O aumento no número de equipes de Saúde da Família também reflete no acesso a informações sobre planejamento familiar. Atualmente, os profissionais atendem 49% da população, levando informações sobre prevenção de gravidez e saúde sexual e reprodutiva aos adolescentes e jovens das cidades atendidas. Em 2000, o índice de cobertura era de 15,7%. O total de equipes trabalhando em todo o país saltou de 7,6 mil para 29,7 mil.

Outro fator apontado como fundamental na redução do número de partos são os programas que unem saúde e educação. Iniciativas como o programa Prevenção e Saúde nas Escolas levam aos alunos da rede pública informações sobre puberdade, saúde reprodutiva, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e o sexo seguro.

Incentivo -
O Ministério da Saúde realiza, desde  22 de setembro, o Dia Nacional da Juventude - com uma série de ações para incentivar o adolescente a procurar os serviços de atenção básica. Entre as ações estão palestras nas escolas, passeios e eventos para esclarecer dúvidas.

A coordenadora de Saúde do Adolescente e do Jovem do Ministério da Saúde, Thereza de Lamare, espera que esse tipo de ação deixe os adolescentes mais à vontade. Segundo a especialista, as principais dúvidas não estão relacionadas a problemas de saúde.  “São angústias. Eles querem saber o que está acontecendo com o seu crescimento, com seu corpo”, detalha.

Os profissionais da rede pública de saúde serão capacitados para receber os adolescentes de maneira adequada. Até o fim de outubro, o Ministério da Saúde vai distribuir quatro milhões de cadernetas de saúde do adolescente, uma espécie de manual com as principais dúvidas de meninos e meninas de 10 a 16 anos. A caderneta será distribuída em mais de 400 municípios brasileiros.


Região 1998    2008    Redução

R0      8.217   3.971    51,67%
AC      4.109   3.702      9,93%
AM    16.756 14.064    16,07%
RR      1.866   1.742      6,65%
PA    38.215  36.850      3,57%
AP      2.379    3.319 + 39,26%
TO      7.821    6.194    20,80%
Norte79.363  69.837    12,00%
MA    37.348  27.211    27,14%
PI     16.780  11.963     28,71%
CE    35.714   24.856    30,41%
RN    14.104    9.952    29,44%
PB    14.598   11.184     23,39%
PE    39.712   27.890    29,77%
AL    15.529   13.186    15,09%
SE     9.085      7.111   21,73%
BA   60.782   42.518    30,05%
Nordeste
     243.653   175.868   27,82%
MG  63.070    42.130   33,20%
ES   13.178      7.683  41,70%
RJ    46.487    23.835  48,72%
SP  108.393    73.876  31,84%
Sudeste
231.124     147.524     36,17%
PR   38.101  23.020     39,58%
SC  18.426  13.109     28,86%
RS  30.925  19.492     36,97%
Sul 87.452   55.621    36,40%
MS  11.480    7.944    30,80%
MT  13.358    9.551    28,50%
GO  20.769  11.192    46,11%
DF  12.519    8.102    35,28%
Centro-Oeste

       58.126   36.789   36,71%
Total

     699.718  485.639  30,60%