HOMES E CONTATOS
 ATUALIZAÇÕES DO SITE
M E U S  A R T I G O S
MINHAS ATIVIDADES
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
 A U F A T I
CINEMA/TEATRO/VÍDEO
CONTRIB.,ARTIGOS,REPORT.
DIA INTERN. IDOSO
EDUCAÇÃO a DISTÂNCIA
EMPREGOS - OFERTAS
EMPREGOS PARA 3ª IDADE
ENVELHECIMENTO
Env. e o Próx.Milênio
Fatores considerados...
Fatores indicam incapacidade
Idoso+Conhecimento...
Memória no Envelhec.
Serviços para Idosos
Trabalho depois dos 50
Vida sexual ativa
EVENTOS,CURSOS,CONGRES.
F A M A
FARMÁCIAS ALTO CUSTO-Ends.
GOVERNO E COMUNIDADE
LEIS e PUBLICAÇÕES
L I V R O S
MÉDICOS E CLÍNICAS
M E N S A G E N S
MINIST. DA SAÚDE e SITES
OFTALMOLOGISTA
ODONTOGERIATRIA:O QUE É?
ODONTOGERIATRIA
P E S Q U I S A
PORTAL DO CONSUMIDOR
R E C E I T A S
REMÉDIOS GRATUITOS
SAÚDE E ATIVIDADE FÍSICA
SEU CURRICULO
S I T E S
SOC. BRAS. ASMÁTICO
UTILIDADE PÚBLICA
A R Q U I V O
LIVROS DE VISITAS/FORUM
   
 



Todos envelhecemos - dia após dia. O envelhecimento é um processo natural e deve ser recebido de braços abertos, porque a alternativa é a morte prematura.

 

O mundo está envelhecendo .Temos hoje 580 milhões de pessoas acima de 60 anos, mais que o dobro no espaço de 25 anos, sendo que no Brasil são 33 milhões. E o número atingirá 1 bilhão até 2020 - aumento de 75% em comparação com 50% da população.

 

Isso irá nos atingir, pois seremos os idosos de 2025.

A Organização Mundial da Saúde este ano nos mandou umas mensagens que falarei no decorrer da palestra.

 

1ª MENSAGEM: - Segundo a O.M.S. temos que nos preparar para um envelhecimento saudável, pois seremos os idosos de 2025,com um envelhecimento ativo.

 

Esses idosos de amanhã, não são nenhuma aberração solta no espaço, que surgem no espaço, que se inventou e que em 2025 essas pessoas surgiram com mais de 65 anos.

 

Foi essa a razão porque a O.M.S. respondendo a essa mensagem indispensável, mudou o nome de seu programa “Saúde dos Idosos” que parecia não atingir  a ninguém para “Envelhecimento e Saúde” que é uma coisa que atinge a todos nós, onde temos o maior interesse individual e para a sociedade para envelhecermos bem.

 

Saúde vem em 1º lugar, pois por mais dinheiro que se tenha no bolso, para poder nos garantir qualidade de vida e envelhecimento ativo. Isso não quer dizer que as pessoas com limites físicos, com alguns problemas de saúde não contribuam para a sociedade.

 

Saúde não é só capacidade física, ausência de doença, mas também atitude e mental. É mais amplo.

 

2ª MENSAGEM - O idoso que é ativo porque tem um grau de saúde adequada, mesmo que seja pobre, sem dinheiro, não é um peso para a sociedade, para a família, para a comunidade e portanto, ele é um recurso. É alguém que está contribuindo para solucionar problemas no seio ou no âmbito imediato, estar integrado na família e na comunidade.

 

POR QUE ESTAMOS ENVELHECENDO TÃO RAPIDAMENTE?

Os países europeus, o Japão, a América do Norte, antes de envelhecerem, tornaram-se ricos e puderam envelhecer lentamente.

Esse envelhecimento deu-se ao longo de 100-150 anos.

 A França, por exemplo, há mais de130 anos contava com 7% da população com mais de 60 anos e necessitou 115 anos para chegar a 14% a população idosa(1980).

 

Brasil, China, Malásia necessitarão não mais de 18-20 anos para esse mesmo dobrar. Estamos reduzindo o tempo do processo de envelhecimento e não teremos os mesmos recursos que a França teve em 1980 para colocar a questão do envelhecimento como prioridade absoluta por ser um país envelhecido e rico.

Os países já envelhecidos ficaram ricos e depois envelheceram. Nós envelheceremos sem tempo para ficarmos ricos. Envelheceremos num país pobre.

 

Portanto os países envelhecidos só nos servem de modelo e não de prática, pois nossas condições são fora da realidade dos outros  países e isso privilegiaria poucas pessoas.

Temos que criar políticas dentro da nossa própria realidade. Temos que construir uma sociedade onde continuemos sendo cidadãos, mesmo envelhecendo.

 

Com os avanços médicos-tecnológicos e também da saúde pública, habitação, higiene,  vacina, etc, a esperança de vida no Brasil dá entre 1950-1980 um avanço. de 16-17 anos mais de vida e a partir daí a cada ano estamos ganhando 1 a 1 ½  ano de esperança de vida ao nascer.

 

Em 1º lugar está a saúde

       2º lugar está a Cidadania- PERTENCER A

 

Temos que conscinetizar os idosos de hoje para que participem, atuem, valorizem-se, pois só assim conseguiremos mudar os conceitos e preconceitos em relação à velhice e ao envelhecimento tão deturpado que hoje é passado para a sociedade, muitas vezes diferente da realidade que presenciamos. O idoso é o protagonista da sua própria história, portanto, sua atuação é muito importante.

 

A queda da natalidade é espantosa no Brasil nos últimos 25 anos, independente da intervenção centralizadora (como em alguns países) ou da igreja católica, mas sim de mudanças de valores, através da educação formal ou informal, fazendo com que os valores mudassem bruscamente.

 

Em 1976 - 6 filhos média por mulher

Em 1997 - 2,3 filhos média por mulher

Em 2000 - 2,1 filho média por mulher

 

2,1 filho média por mulher = equilíbrio da população ou REPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO

 

2010 - 82 PAÍSES ESTARÃO ABAIXO DA REPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO o que resultará 2/3 da população.

 

3ª MENSAGEM - O QUE FAZER COM A POPULAÇÃO MUNDIAL QUE ENVELHECE E NÃO COM A EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA QUE ERA ESPERADA?

 

Essa é a grande questão social para o Século XXI.

No séc. XX o grande sucesso foi termos sobrevivido, adicionando 30 anos à esperança de vida ao nascer em 1900, quando a média era de esperança de vida não passava de 42-43 anos e termos chegado para 63 anos mundial no final do século com a perspectiva de vida de cegarmos aos 70 a esperança da média global de vida nos próximos 10-15 anos.

 

Grande conquista do século XX e trará um desafio imenso para o próximo século para toda a sociedade, saber de nós, sociedade civil, também dos órgãos governamentais, quer Federal, quer Estadual ou  Municipal, ONGs, setor EDUCACIONAL, setor privado, meios de comunicação, sabermos dar respostas de nós. Nós procurarmos saber desenvolver esse grande sucesso do século XX e transformá-lo, no século XXI em uma conquista social e se haverá uma qualidade de vida para a grande maioria de nós, idosos de amanhã.

 

O envelhecimento na Ativa mantém a saúde e a criatividade ao longo da existência, especialmente nos anos da velhice. Põe abaixo mitos comuns sobre envelhecimento e idosos e sugere maneiras pelas quais indivíduos e autoridades podem sair da teoria à prática, para tornar o Envelhecimento na Ativa um desempenho conjunto.

Fonte: Programa Envelhecimento e Saúde- OMS/OPAS