HOMES E CONTATOS
 ATUALIZAÇÕES DO SITE
M E U S  A R T I G O S
MINHAS ATIVIDADES
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
 A U F A T I
CINEMA/TEATRO/VÍDEO
CONTRIB.,ARTIGOS,REPORT.
DIA INTERN. IDOSO
EDUCAÇÃO a DISTÂNCIA
EMPREGOS - OFERTAS
EMPREGOS PARA 3ª IDADE
ENVELHECIMENTO
EVENTOS,CURSOS,CONGRES.
F A M A
FARMÁCIAS ALTO CUSTO-Ends.
GOVERNO E COMUNIDADE
LEIS e PUBLICAÇÕES
L I V R O S
MÉDICOS E CLÍNICAS
M E N S A G E N S
MINIST. DA SAÚDE e SITES
OFTALMOLOGISTA
ODONTOGERIATRIA:O QUE É?
ODONTOGERIATRIA
A Estética na odontoger.
A import.do bom sist.mast.
A import.Limpadores linguais
A Odontogeriatria dentro da....
A Saúde bucal como...
ABENO FORMA
Acesso Serviços Odontol.
Condição bucal e vida conjugal
Conversando sobre odontog
Dentes saudáveis
Implantes em idosos
Intervenção Odontol. colaborando
Limpador Lingual 2007
Limpador lingual
O Idoso Cego Institucionalizado
Perguntas e Respostas...
Pneumonia e Odonto...
Saúde bucal e Saúde sistêmica
Saúde bucal por toda vida
Secura Bucal
Uma boa saúde geral...
Usar limpador é fundamental
Uso de implantes como...
P E S Q U I S A
PORTAL DO CONSUMIDOR
R E C E I T A S
REMÉDIOS GRATUITOS
SAÚDE E ATIVIDADE FÍSICA
SEU CURRICULO
S I T E S
SOC. BRAS. ASMÁTICO
UTILIDADE PÚBLICA
A R Q U I V O
LIVROS DE VISITAS/FORUM
   
 



“Como publicado no Hoje em dia(Belo Horizonte), v.16,n.5564, p.20,Fev/2004” 

 
LUCIANA NEVES

 Editora Ediminas S/A

 

               Os idosos devem incluir na rotina de cuidados bucais mais um aliado- o limpador lingual,comercializado em drogarias de todo o país.O instrumento deve ser utilizado depois da escovação e do uso do fio dental, ao final de cada dia.

               A recomendação é do Coordenador do Curso de Especialização em Odontogeriatria da Associação Brasileira de Ensino Odontológico(ABENO) de São Paulo, o Prof. Dr. Fernando Luiz Brunetti  Montenegro, que esteve ministrando dois  cursos durante o 22o  Congresso Internacional de Odontologia, realizado em Janeiro deste ano.

               Ele explica que como característica de um envelhecimento normal, há uma diminuição dos botões gustativos(que ficam na língua) e que são responsáveis pela percepção dos sabores. Quando estas papilas estão tampadas pela saburra- uma crosta amarelada que fica sobre a superfície lingual,resultante de restos de alimentos e células mortas – diminui ainda mais a percepção do gosto dos alimentos.

              “ Esta limpeza é importante para evitar que a pessoa exagere no uso de de mais sal ou açúcar para ressaltar o sabor dos alimentos, o que pode agravar quadros de hipertensão arterial e do diabetes” afirmou  Montenegro.

              Além disto, 70% dos  medicamentos normalmente ingeridos pelos idosos provocam uma diminuição do fluxo salivar e isto ainda prejudica mais a limpeza da saburra da língua.

              Substâncias que mantêm o controle bacteriano estão presentes na saliva,que ajuda e muito no bem mastigar dos alimentos.” Se a pessoa não consegue mastigar direito, acaba mudando o tipo de alimentos que ingere,dando, via de regra, preferência aos mais pastosos. Uma dieta inadequada como esta( e com poucos nutrientes de bom poder alimentar) pode levar à anemia,comprometendo ainda mais a saúde geral dos mais velhos.

              Por não poder usar suas próteses- já que elas  precisam de um bom fluxo salivar,senão se soltam ao comer,falar e até sorrir -  o idoso acaba se isolando do contato com as demais pessoas,levando à depressão,e os remédios recomendados pelos médicos(os anti-depressivos),  diminuem ainda mais o  fluxo salivar ,o que o coloca cada vez mais num círculo vicioso,por isto a intervenção de um profissional afeito à odontologia para idosos(um odontogeriatra) é muito importante neste momento para buscar restabelecer boa qualidade de vida  aos que estão com estes problemas.

              “É possível vivenciar a velhice com uma boca saudável,bastando ter cuidados rotineiros ,fazer visitas regulares ao dentista e um controle mais efetivo da escovação dos dentes,próteses e língua” afirma o Dr. Fernando.Mesmo as pessoas que tiveram de substituir os dentes por próteses,devem ficar atentas à higiene e controle periódico das mesmas.

                Ao contrário do que muitos imaginam, a prótese não pode ser considerada um trabalho eterno.Montenegro observa que, com o passar dos anos,ocorre a reabsorção óssea dos rebordos(osso sob a base da prótese) que leva ao seu desajuste, e exige que um profissional verifique sua adaptação e faça um reembasamento, colocando a parte que foi perdida com o passar dos anos.

                 O reembasamento deve ser freqüente- a cada 2 anos em média-  para evitar o surgimento de feridas provocadas pela prótese desadaptada. “ O atrito constante pode ferir a boca e provocar até mesmo um câncer na região” alerta o Dr. Fernando,tendo por base o levantamento de mais de 150 trabalhos realizados em sua tese de Doutorado,defendida na Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo.

               Outro cuidado muito importante, segundo o professor, é remover as próteses todas as noites, para que a mucosa(“gengiva”) de suporte possa descansar.Se isto não for feito,pode ocorrer ainda maior reabsorção óssea,com pior adaptação das mesmas e o conseqüente abandono do uso das próteses.

               O resultado é , mais uma vez, a modificação da dieta, deficiência nutricional inevitável, que pode comprometer a saúde geral do paciente e levando a um maior consumo de remédios, que diminuem a quantidade de saliva,gerando um círculo vicioso, reforça Montenegro.

              “ Tudo isto pode ser evitado com visitas regulares a um dentista familiarizado com as particularidades do atendimento de idosos,ensina.Ele lembra ainda que existe um pensamento errado na comunidade que é algo normal perder os dentes na velhice- “ os dentes não ficam velhos, o que existe é boca mal cuidada por conta da desinformação dos pacientes,inclusive quanto ao uso imprescindível do limpador lingual, conclui o Dr. Fernando Montenegro.

 

Entrevista realizada  na Sala de Imprensa do 22o Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo,no dia 28 de Janeiro de 2004.

Autorizada utilização do texto desde que citada fonte e autor